Bares e restaurantes para todos os bolsos em Salamanca

Como já comentei num post anterior, já estive em Salamanca várias vezes e por isso tive oportunidade de conhecer vários bares e restaurantes para todos os bolsos. Como Salamanca é uma cidade universitária não faltam bares baratinhos onde se come super bem, mas não significa que não existam restaurantes sofisticados.

Por isso, vou deixar aqui por faixa de preço algumas sugestões de bares  e restaurantes:

LOW COST 

A zona da Calle Van Dyck é onde se come bem e barato em Salamanca. É, sem dúvida, a zona mais procurada pelos estudantes. Em muitos desses bares, ao pedir uma caña ou um vinho te servem uma tapa que é uma verdadeira refeição. Você irá comer bem (não excepcional, mas bem) e quase grátis.

Aqui deixo algumas sugestões para você não ficar perdido, já que a Van Dyck tem um bar ao lado do outro:

  • El Churrasco (Calle Salesas, 2): tem poucas opções de pintxos, mas o Montadito de lomo é a estrela da casa.
  • El Minutejo (Calle Van Dyck, 55): é muito famoso pelo seu pintxo Minutejo (lomo, jamón e queijo, tudo na chapa).
  • El Asador de Van Dyck (Calle Van Dyck, 33): se destaca pelas suas tostas gigantes.
  • La Parrilla (Calle Van Dyck, 55): especializados em pintxos de carnes preparadas no momento, na brasa.

Em cada bar desses você não deve gastar mais que 5 Euros.

BAR BOM, BONITO E BARATO

Vizinho à Plaza Mayor conhecemos um bar onde se come MUITO bem a um ótimo preço. Se trata do Tapas 2.0 (Calle Felipe Espino, 10).

É um bar moderninho que recomendo chegar cedo. A partir da 21hs enche rapidamente e o serviço dá um pouco de pane. Você pode tanto comer na barra como na terraza, ou reservar uma mesa no salão interior.

Provamos um pouco de tudo do cardápio, começando com as clássicas Patatas Bravas, que estavam deliciosas. Essa é uma das minhas tapas preferidas, apesar de ser um prato super simples.

Bravas
Bravas

Em seguida pedimos o Sashimi de presa ibérica, um prato super diferente, para quem gosta de sabores fortes, tipo embutidos.

Sashimi
Sashimi

Provamos também as Croquetas, que estavam espetaculares. Um dos melhores pratos. A croqueta é uma tapa aparentemente simples, mas uma boa croqueta não é tão fácil de achar. Essa era das boas!

Croquetas
Croquetas

Seguimos com um Borrachito de foie e membrillo, o prato mais fraquinho da noite. O membrillo é um doce espanhol que seria equivalente a nossa goiabada. É uma delícia para acompanhar com queijos ou foie.

Borrachito d efoie e membrillo
Borrachito d efoie e membrillo

Ainda provamos uma Fideuá, um dos melhores pratos da noite.

Fideuá
Fideuá

De sobremesa pedimos um tradicional Arroz con leche, que segundo meu marido estava maravilhoso. Eu para falar a verdade não vejo muita graça nesse prato, mas a essa altura eu já não podia comer mais nada.

Arroz con leche
Arroz con leche

Com todos esses pratos e duas bebidas para cada gastamos 15 Euros por pessoa.

RESTAURANTE TRADICIONAL DE PREÇO MÉDIO

Dos restaurantes a preço médio, o meu preferido em Salamanca é a Casa Paca (Plaza del Peso, 10). Aqui recomendo de entrada o Foie fresco con salsa estilo del chef. É um dos melhores pratos de foie que conheço e o preferido da minha mãe.

Casa Paca
Casa Paca

De prato principal não deixe de pedir alguma das carnes (ou Solomillo, ou Entrecot ou Chuletón).

Os pratos são ENORMES. Dificilmente você vai conseguir pedir uma sobremesa se pedir uma entrada, e vice-versa. No almoço, durante a semana, eles tem um menu (impossível de comer inteiro) que sai por um preço super em conta.

A média de preço da Casa Paca é de 35-40 Euros (com vinho).

EXCLUSIVO E PREMIADO

Em Salamanca só há um restaurante com Estrela Michelin: o Víctor Gutiérrez (Calle Empedrada, 4), que tivemos o prazer de conhecer na última visita.

É um restaurante com pouquíssimas mesas, com uma decoração minimalista, mas ao mesmo tempo elegante. O atendimento é excelente, assim como a comida.

Víctor Gutiérrez
Víctor Gutiérrez

O único detalhe que não gostei é que normalmente os restaurantes com menu te perguntam se você é alérgico a alguma coisa ou tem alguma intolerância. Avisei que não podia comer carne crua e que não comia aves em geral, e ao invés de substituírem os pratos por alguma outra coisa, o que fizeram foi trazer o mesmo prato sem a proteína. Uma pena…

Por outro lado, fomos jantar com um bebê de um ano e meio, que depois de duas horas já não queria ficar sentado na mesa. E fomos tratados super bem e nos deram toda a assistência que precisávamos.

Fora isso, o menu ótimo e a carta de vinhos com ótimas opções a preços mais que honestos (30-35 Euros).

A entrada foi justo um prato que não podia comer: batatas com ibérico. Segundo Gonzalo estava ótimo, eu infelizmente fiquei só com as batatas. Mais triste, impossível.

Batatas com ibérico
Batatas com ibérico

Seguimos com uma versão moderninha de um Ceviche que estava delicioso.

Ceviche
Ceviche

O seguinte prato foi uma Salada de Quinoa com lagostim. Também muito boa, apesar que não sou muito fã de quinoa. Agora está super de moda na Espanha.

Salada de quinoa com lagostim
Salada de quinoa com lagostim

Seguimos com um prato de Alcachofras maravilhoso. Um dos melhores da noite por unanimidade! Poderíamos ter comido dois desse.

Alcachofras
Alcachofras

O primeiro prato ‘forte’ foi uma Codorna com aspargos. Também por unanimidade o prato mais fraco da noite. Um desses pratos que não fazem a menor diferença num menu.

Codorna com aspargos
Codorna com aspargos

O seguinte prato compensou a codorna: um Risotto com trufas maravilhoso! Um dos meus preferidos. Para repetir.

Arroz com trufas
Arroz com trufas

Continuamos com um prato de Peixe também mais bonito que saboroso. Bom, aqui tenho que comentar que não sou muito fã de peixe quando não está cru (ainda mais quando é peixe branco). Não vejo muita graça e nunca estará entre meus preferidos, por mais maravilhoso que seja.

Peixe
Peixe

A Carne que chegou em seguida compensou em muito o peixe, Simplesmente espetacular e no ponto que queríamos.

Carne
Carne

Depois da carne ainda tínhamos duas sobremesas para provar. A primeira espetacular, uma das melhores que comi em restaurantes estrelados: um tipo de Sorvete com abacaxi e maçã que não consigo explicar muito bem. Refrescante e deliciosa.

Sobremesa de abacaxi e maçã
Sobremesa de abacaxi e maçã

E para terminar, uma segunda sobremesa, que se sou sincera não tenho menor ideia do que tinha (café, talvez?!) porque perdi a explicação resgatando Pedrinho de destruir o restaurante. Também estava deliciosa.

Aliás as sobremesas me surpreenderam positivamente, já que muitos restaurantes estrelados inventam tanto nas sobremesas que acabo me decepcionando justo no último prato. Isso aconteceu na Terraza del Casino e no DiverXo, em Madrid.

Segunda sobremesa
Segunda sobremesa

Com o menu curto (sim, esse era o curto!) e uma garrafa de vinho a conta saiu 90 Euros por pessoa.

Além de uma estrela Michelin, o restaurante Víctor Gutiérrez conta com dois sóis Repsol. Você também pode provar os pratos do chef no restaurante do Hotel Hacienda Zorita, que comentei no último post.

Para mais informações sobre turismo em Salamanca, como chegar e onde dormir, não deixe de ler este post.


5 thoughts on “Bares e restaurantes para todos os bolsos em Salamanca”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s