Viajando pelo Japão: curiosidades sobre a terra do sol nascente

Para terminar os posts sobre a viagem pelo Japão, decidi contar aqui algumas curiosidades (e minhas impressões pessoais) sobre esse país que nos surpreendeu tanto. Algumas já comentei ao longo dos últimos posts, outras não tive espaço, por isso vou tentar resumir um pouco.

1. Desenvolvimento elevado a outro nível

Sempre que pensei em países desenvolvidos os relacionei com Europa. Até conhecer o Japão. Esse país está muito mais desenvolvido que tudo que conhecia até então.

Não estou falando só de tecnologia (que impressiona!) mas na forma de viver dos japoneses, o respeito, a educação, etc. O Japão o tempo todo nos mostra quanto ainda temos que evoluir. O triste é que acho que alguns países nunca chegarão nem perto.

Kabukicho, Shinjuku
Kabukicho, Shinjuku

2. Exemplo de limpeza

A limpeza de todos os lugares públicos impressiona qualquer turista. Você pode estar na estação mais movimentada de Tokyo ou Kyoto e o banheiro estará limpíssimo. Você não vê uma sujeira nas ruas. Os metrôs mais lotados não cheiram mal.

Aí você pensa: para ser limpa, a cidade tem que estar cheia de lixeiras. Não. Salvo em algumas estações de trem e metrô você não encontra uma lixeira na rua. Os japoneses guardam seu lixinho e jogam fora em casa. A questão da limpeza para eles é parte do respeito ao próximo.

3. É proibido fumar nas ruas

Em alguns restaurantes/cafés do Japão se pode fumar em uma área específica. Em alguns restaurantes você pode fumar inclusive em qualquer ambiente. São minoria e são conhecidos pelo público. Quem não gosta, como eu, é só não entrar nesse local.

O curioso é que fumar nas ruas de algumas cidades está proibido e no chão você vê vários avisos. Em Tokyo por exemplo existem espaços reservados na rua para a pessoas fumarem, mas esqueça andar na rua com um cigarro. Não-fumantes agradecem!

4. Banheiros eletrônicos

Tem dois tipos de banheiro no Japão: o tradicional japonês (que é praticamente um buraco no chão, considerado mais higiênico) e o que eles chamam de ocidental, que são tão eletrônicos que deveriam ser chamados de banheiros japoneses modernos.

Em qualquer lugar você vai encontrar um banheiro super eletrônico, com um controle remoto para controlar até a pressão de água dos chuveirinhos (instalados dentro do próprio vaso), descarga, secador e em alguns casos até música para disfarçar qualquer ruído inconveniente. Não esquecendo que todos os assentos são aquecidos e os banheiros sempre estão impecavelmente limpos.

Controle remoto no banheiro
Controle remoto no banheiro

5. Bueiros são obras de arte

As tampas dos bueiros são verdadeiras obras de arte no Japão. Cada cidade tem seu tema, normalmente símbolos relacionados com a cultura local. Hoje existem mais de 6.000 bueiros artísticos espalhados pelo país.

Essa da foto é do Castelo de Osaka. É um detalhe que dá um charmes a mais às ruas.

Tampa de bueiro em Osaka
Tampa de bueiro em Osaka

6.  Máquinas de pescar bichos de pelúcia

Ficamos impressionados com a quantidade de lojas dedicadas exclusivamente a máquinas de pescar bichinhos de pelúcia e outros tipos de brinde.

O mais engraçado é que você não vê crianças nessas lojas, como estamos acostumados a ver em parques temáticos, mas sim adolescentes e adultos.

Akihabara
Akihabara

7. Máquinas de alimentos e bebidas

A quantidade de máquinas de venda de alimentos e bebidas no Japão é uma coisa impressionante. Só para dar uma idéia dizem que há uma maquina para cada 23 habitantes, ou seja, seriam mais de 5,5 milhões de maquinas espalhadas pelo país.

Além das máquinas mais tradicionais, de comidas e bebidas, existem máquinas de flores, guarda-chuva, pilhas. revista pornô, cigarros e várias outras bizarrices.

Em muitos restaurantes também a comida é pedida através de máquinas.

Computador individual para pedir a comida em Shibuya
Computador individual para pedir a comida em Shibuya
Sushi de salmao
Sushi de salmao

8. Restaurantes especializados

Muito se engana quem pensa que no Japão só se come peixe cru. E muita gente que vai para o Japão com essa idéia se decepciona quando não encontra sushi em qualquer restaurante.

É que os restaurantes no Japão são bem especializados. Se você quer comer sushi, você tem que procurar um restaurante de sushi ou uma sushi store. O mesmo vale para outros tipos de comida, como o ramen, o shabu-shabu, a carne de kobe, etc. Um restaurante de ramen, por exemplo,  só vai vender poucas variações desse prato.

Nagi, restaurante de ramen em Shinjuku
Nagi, restaurante de ramen em Shinjuku
O ramen do Nagi
O ramen do Nagi

9. Café da manha japonês

Uma coisa que voltei sem me acostumar foi com o café da manhã japonês, que é igual a qualquer outra refeição: sopa, peixe cru, arroz a até curry são comuns.

Se você prefere comer um croissant ou uma simples torrada com manteiga e geléia não reserve os hotéis com cafe da manhã incluído. Acorde e vá tomar café fora. Não faltam patisseries francesas no país.

Sopa no café da manha japonês
Sopa no café da manha japonês

10. Horários de jantar

Os japoneses comem bem cedo, tanto no almoço quanto no jantar. Você pode perfeitamente marcar para jantar às 17:30hs em vários restaurantes do país. Essa hora os espanhóis estão terminando de comer…

11. Nada de gorjetas

No Japão não se dá gorjeta, inclusive é considerado falta de educação e muitos consideram como um insulto. A verdade é que não se dá gorjeta porque o serviço está bem pago e dentro do preço que o cliente paga ao restaurante a gorjeta está incluída.

Se você deixa na mesa muito provavelmente vão pensar que você esqueceu e vão te devolver.

12. O país mais seguro do mundo

Por último, outra coisa que nos impressionou é que muitas bicicletas ficam na rua sem cadeado. Sim, as pessoas andam muito de bicicleta, mesmo em Tokyo! Quando percebemos isso passamos a deixar o carrinho de bebê na porta de vários lugares com a bolsa da comida e não tivemos nenhum problema, até chegar em Londres, onde o carrinho se ‘perdeu’ no aeroporto.

Também ficamos surpreendidos quando Gonzalo perdeu a carteira em Osaka. Chegamos na estação de trem depois de jantar, ele se deu conta que tinha perdido a carteira e comentou com um segurança, que indicou (sem falar inglês!) onde estava o Posto da Polícia. Chegando lá os policiais já tinham a carteira com tudo dentro. A comunicação com os policiais demorou uma meia hora porque ninguém falava inglês, mas o importante é que em poucos minutos já tinham devolvido a carteira intacta. Ainda bem, senão ia sobrar para mim!

Pedrinho na mochila enquanto o carrinho estava na entrada do bosque com o resto da tralha
Pedrinho na mochila enquanto o carrinho estava na entrada do bosque com o resto da tralha

3 thoughts on “Viajando pelo Japão: curiosidades sobre a terra do sol nascente”

  1. O Japão sempre foi uma dos meus sonhos de consumo. Agora eu fiquei com muito ‘mais vontade! Você já assistiu a documentário: “Jiro, sonhos de sushi”? Quando vi que você ia pro Japão, lembrei na hora dele!
    Sobre esse horário do jantar, realmente é beeeem estranho, principalmente para quem já se acostumou a jantar às 21h30, 22h!

    Like

  2. Larissa, vale a pena demais, ainda mais que é uma viagem mais barata do que se imagina. Nao vi o documentário, mas vou procurar!! Esse negocio do horario é estranho, mas para nós foi ótimo! Como sao 7 hs de fuso acordávamos super cedo e dormíamos cedo também! Fora que as 18hs já nao tem sol, entao era perfeito!! Bejao!

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s