Viajando pelo Japão: Shinjuku – Tokyo

As duas primeiras noites em Tokyo ficamos no bairro de Shinjuku, famoso pelo maior red light district da cidade: Kabukicho. E foi justamente aí que reservamos nosso hotel, no meio do burburinho.

Apesar de estar em Kabukicho o hotel estava numa rua super tranquila. O problema desse hotel é que os quartos básicos são tão pequenos que mal cabem as malas. Um berço nem pensar. Como foram as duas primeiras noites e estávamos esgotados foi tranquilo, mas mais tempo não rolava.

Para chegar do aeroporto de Haneda até Shinjuku é super fácil. Basta pegar o monorail do aeroporto até o final (parada Hamamatsucho), que demora uns 15 min, e depois trocar para a linha Yamanote do JR até a parada Shinjuku (uns 20 min). Ver mapa do monorail e JR aqui.

Na própria estação ficamos impressionados com a quantidade de gente. Dizem que é a estação mais usada do mundo, com uma média diária de 3 milhões de pessoas.

Kabukicho, Shinjuku
Kabukicho, Shinjuku

Saindo da estação, a quantidade de gente, luzes e néon por todos os lados impressiona muito. É um bairro cheio de lojas de eletrônica, bares, restaurantes e centros comerciais.

Kabukicho, Shinjuku
Kabukicho, Shinjuku

É um bairro bastante boêmio. Às 7 horas da manhã quando já estávamos de turismo, havia muitos jovens ainda de festa pela rua. A zona de Kabukicho, onde se concentram mais bares, restaurantes e discotecas e onde está o red light district não pára. Qualquer hora que passávamos por ali estava lotado de gente.

Kabukichi, Shinjuku
Kabukichi, Shinjuku

Ali comemos um dos melhores ramen da viagem. Numa espécie de centrinho de bares e restaurantes chamado Golden Gai está o Nagi, um restaurante difícil de descrever como é minúsculo (apesar que vimos bares menores na mesma zona).

Nagi
Nagi

Tem uma escada super traiçoeira, cujos degraus mal cabem os pés e o salão consiste em uma barra que não da para se mexer muito. O ramen é pedido através de uma máquina no final da escada, que está em japonês, mas pelas fotos dá para se virar e o staff fala um mínimo de inglês.

No Golden Gai tem muitos bares e restaurantes e não é fácil encontrar o Nagi. Mas basta perguntar a qualquer pessoa na rua, que mesmo sem falar inglês te indica onde está. A foto abaixo pode ajudar a encontrar. Também é fácil encontrar pela fila que se forma na porta (e que em geral entra na ruazinha ao lado). Vale a pena esperar? Se vale!!

Nagi, Golden Gai
Nagi, Golden Gai

O ramen que eles servem é delicioso e diferente dos outros que provamos na viagem, porque esse vem com um pouco de sardinha, que dá um toque especial. Até Pedrinho comeu.

O ramen do Nagi
O ramen do Nagi

Só um detalhe: pelo Google Maps não dá para encontrar o restaurante, mas dá para encontrar o Golden Gai. A partir daí é só perguntar ou procurar a placa.

Também em Shinjuku é imprescindível visitar o Jardim Nacional Shinjuku Gyoen, principalmente se for primavera quando as cerejeiras estão floridas. Os japoneses curtem muito a primavera e meia hora antes do parque abrir, às 9hs da manha, já havia uma fila enorme. Nesse parque o consumo de álcool está proibido, então rola um mega controle na entrada.

Shinjuku Gyoen
Shinjuku Gyoen
Shinjuku Gyoen
Shinjuku Gyoen

O Jardim é bem grande, tem 58 hectares de extensão, e mistura vários estilos, sendo que o que mais chama atenção é o japonês.

Shinjuku Gyoen
Shinjuku Gyoen
Shinjuku Gyoen
Shinjuku Gyoen

O orquidário com espécies tropicais e subtropicais também é legal, mas não impressiona muito para brasileiros. Na primavera as cerejeiras são a estrela do parque e todos os japoneses vão com telefone ou câmeras gigantes em mãos para tirar foto.

Shinjuku Gyoen
Shinjuku Gyoen
Shinjuku Gyoen
Shinjuku Gyoen

É um passeio ideal para fazer com criança, porque tem muitos gramados que dá para correr e fazer pic-nic.

Shinjuku Gyoen
Shinjuku Gyoen
Shinjuku Gyoen
Shinjuku Gyoen

Um outra coisa impressionante é o contraste que tem o Japão. No meio de uma bairro como Shinjuku, com todos os edifícios de néon, você pode encontrar um parque como esse, que é de uma paz sem igual ou um templo no meio da rua.

Templo em Shinjuku
Templo em Shinjuku
Templo em Shinjuku
Templo em Shinjuku

Shinjuku Granbell Hotel

160-0021 Tokio, Shinjuku-ku Kabukicho 2-14-5, Japón

Nagi

1-1-10 Kabukicho, Shinjuku 160-0021, Tokyo Prefecture (dentro do Golden Gai)

http://www.tripadvisor.com.br/Restaurant_Review-g1066457-d1671621-Reviews-Nagi-Shinjuku_Tokyo_Tokyo_Prefecture_Kanto.html

Mapa Shinjuku
Mapa Shinjuku

One thought on “Viajando pelo Japão: Shinjuku – Tokyo”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s