A gastronomia madrileña resumida em dez pratos

Se eu pudesse resumir a gastronomia típica madrileña em dez pratos/tapas, essa seria a lista. Nem todos os pratos incluídos são originários de Madrid, como por exemplo a paella, mas estão tão inseridos na cultura espanhola que não tem como não considerar.

Tortilla Taberna Pedraza (foto site Taberna Pedraza)
Tortilla Taberna Pedraza (foto site Taberna Pedraza)

Como sempre, no final desse post você pode encontrar informação sobre os restaurantes/bares mencionados.

1. Cocido madrileño

Talvez esse seja o prato mais representativo da cozinha madrileña. Em alguma coisa se parece ao brasileiro, mas aqui o ingrediente principal é o grão de bico, que é acompanhado com diversas carnes, verduras e embutidos. O caldo onde se cozinha tudo é servido antes como uma sopa. Assim como o cozido brasileiro, o cozido madrileño não me causa nenhuma emoção. Mas quem gosta desse tipo de prato e deseja provar, recomendo dois restaurantes, famosos pelos seus cozidos: Casa Carola e Taberna de la Daniela.

Cocido madrileño da Taberna de la Daniela (Foto site la Daniela)
Cocido madrileño da Taberna de la Daniela (Foto site la Daniela)

2. Callos a la madrileña

É outro dos pratos emblemáticos da cidade. Consiste em tripa de vaca guisada com chorizo, morcilla e jamón. É um prato super tradicional e super apreciado em Madrid. Eu pessoalmente não gosto nem do cheiro, acho super forte. Não faltam endereços na cidade que servem esse prato, mas deixo aqui duas sugestões: Casa Paco e Laredo (ver aqui).

Laredo
Laredo

3. Caracoles a la Madrileña

Se você quer fazer um típico programa de domingo em Madrid vá ao Rastro (flea market) pela manhã dar um passeio e depois vá até Los Caracoles provar os caracóis com salsa picante. Esse é um outro prato típico que também já tive a oportunidade de provar e a verdade é que não me convence muito. Se não quiser se meter no Rastro, a Lavinia é bem famosa pelos seus caracóis. E ainda dá para aproveitar a visita e comprar uns vinhos.

4. Bocadillo de calamares

Deixamos as comidas mais estranhas para trás e vamos ao que interessa. Outro dia li num blog que vir a Madrid e não comer um bocadillo de calamares na Plaza Mayor é como ir a NY e não ir na Estátua da Liberdade. Um exagero, mas é só para mostrar a visão de alguns madrileños sobre esse famoso bocata, que consiste em um pão com lula empanada e nada mais que isso. Seco, como todos os bocadillos. Não é nada especial, mas uma vez na Plaza Mayor vale a parada para uma caña e um bocata (ver bares no post anterior).

Bocata de calamares (foto site Cervecería Plaza Mayor II)
Bocata de calamares (foto site Cervecería Plaza Mayor II)

5. Pintxo de tortilla

Aqui tortilla se come a qualquer hora do dia. Café da manhã, almoço ou jantar ela pode estar presente. Os espanhóis tem um amor pela tortilla que sinceramente não consiog entender, afinal de contas é basicamente batata. Mas é verdade que existem tortillas e tortillas. Eu prefiro as que tem mais cebola, que dá um pouquinho mais de sabor. Para mim os melhores pintxos de tortilla são do Txirimiri e Juana la Loca (ver detalhes aqui).

Pintxo de tortilla do Txirimiri
Pintxo de tortilla do Txirimiri

Mas já que estamos falando de pintxos não deixem de provar os pintxos de foie a la plancha (Txirimiri) e de queijo de cabra com pimiento ou cebola caramelizada (Lateral). Não são típicos madrileños, mas não conheço um brasileiro que não se apaixone por esses pintxos.

6. Patatas bravas

É batata também, mas a salsa brava faz toda a diferença. É uma das minhas tapas preferidas apesar da simplicidade. Perfeitas para tomar com uma caña de aperitivo. Eu adoro as bravas da Taberna de la Daniela, mas sem dúvida  as mais famosas são do Docamar.

Bravas do Docamar (foto site)
Bravas do Docamar (foto site)

7. Croquetas

Como vir a Madrid e não provar as croquetas? Impossível!! Seja de jamón, de boletus ou de idiazábal, a croqueta tem que estar no must eat. Não faltam lugares com boas croquetas, mas aqui deixo dois lugares que eu adoro e que foram finalistas no concurso de melhor croqueta da Espanha: Taberna Pedraza (ver aqui) e Arzábal (ver aqui).

Croquetas Taberna Pedraza (foto site Taberna Pedraza)
Croquetas Taberna Pedraza (foto site Taberna Pedraza)

8. Boquerones en vinagre

São anchovas cruas em vinagre. Não são originários de Madrid, mas são encontrados em muitas tabernas madrileñas e quando estão bons tem um sabor incrível. Isso sim, faz muita diferença comer um bom! Os melhores podem ser encontrados em marisquerías, como no Rafa (onde também recomendo o Salpicón e a Ensaladilla) ou no El Cantábrico.

Mariscos Rafa
Mariscos Rafa (foto site Rafa)

9. Paella

Dispensa apresentações. Não é madrileña mas não tem como não associar Espanha a paella. No post anterior (ver aqui) deixei algumas recomendações de restaurantes onde comer uma boa paella em várias zonas da cidade.

Paella de verduras
Paella de verduras

10. Churros con chocolate

Por último, não podiam faltam os churros con chocolate, que se tomam aqui ou no café da manhã ou no lanche da tarde. É uma bomba calórica perfeita para começar o dia com bastante energia, principalmente numa viagem. Os churros mais famosos são da Chocolatería San Ginés, que está pertinho da Plaza del Sol, o ponto de saída de qualquer roteiro turístico.

Fora isso, não se pode falar de Espanha e não se mencionar o jamón. Mas aqui garanto que não há nenhum problema em encontrar um bom jamón, apesar que o lugar mais conhecido pelos brasileiros e turistas em geral é o Museo del Jamón, que vale a pena pelo menos uma passadinha.

Museo del Jamón (foto site)
Museo del Jamón (foto site)

Casa Carola.  Calle de Padilla, 54.  www.casacarola.com

Taberna de la Daniela. Calle del General Pardiñas, 21. http://www.tabernadeladaniela.com/

Casa Paco.  Plaza de Puerta Cerrada, 11.

Los Caracoles. Calle de Toledo, 106.

Lavinia. Calle de José Ortega y Gasset, 16.  www.lavinia.es

Lateral. Plaza Santa Ana, 12 ou Calle de Velázquez, 57.  www.lateral.com

Docamar. Calle de Alcalá, 337.  www.docamar.com

Rafa. Calle de Narváez, 68. www.restauranterafa.es

El Cantábrico.  Calle de Padilla, 39.   http://www.marisqueriaelcantabrico.es

San Ginés. Pasadizo San Ginés, 5.  www.chocolateriasangines.com

Museo del Jamón. Calle Gran Vía, 72 ou Calle de Alcalá, 155  http://www.museodeljamon.es/madrid

5 thoughts on “A gastronomia madrileña resumida em dez pratos”

  1. Grata surpresa encontrar a colega de colégio (Master), nos idos de 1999 e 2000….

    Minha experiência gastronômica em Madrid foi sensacional, exceto pelo bocadillo de calamares que, para ser franco, não é saboroso.

    Em compensação, o Mercado que fica próximo à Plaza Mayor tem opções sensacionais…

    Vida longa aos viajantes…

    Lucas.

    Like

  2. Lucas, quanto tempo! Você tem toda razão com relação ao bocadillo. Não acho nada demais. Alias, os bocadillos em geral não tem muita graça e são muito secos… Mas é parte da tradiçao madrileña… fazer o que…
    O Mercado de San Miguel é ótimo, principalmente num dia de semana (fim de semana enche muito). Mas para comer ainda prefiro o Mercado de San Antón, em Chueca. Se voltar aqui não deixe de ir lá e depois subir na terraza para tomar um café ou uma copa.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s