Nakeima: mais que um restaurante, uma experiência de sabores asiáticos

Se eu tivesse conhecido o Nakeima há uma semana atrás, com certeza ele estaria na lista dos 10 melhores por menos de 30 Euros, e disputando os primeiros lugares. É que o Nakeima não é um restaurante comum, é toda uma experiência que supera (e muito!) a alta expectativa criada pela espera e pela disputa por um dos seus 20 lugares.

Eu demorei muito para conhecer esse restaurante porque eles não aceitam reservas e muito antes de abrir já tem uma fila na porta esperando conseguir um dos 20 lugares disponíveis. No fim de semana é normal que antes das 18:45hs já tenha gente esperando, com o detalhe que eles não abrem as portas antes das 21hs.

Barra do Nakeima
Barra do Nakeima

Obviamente isso gera uma enorme expectativa no cliente. Afinal como uma pessoa chega duas horas antes num restaurante e fica esperando no frio?? Com tanto restaurante em Madrid, a comida tem que ser muito boa mesmo… A boa notícia é que em algum momento da espera alguém do restaurante aparece na porta, anota o nome (e número) das pessoas por ordem de chegada e então dá para ir num bar e tomar uma cerveja (ou três, quatro…). Nesse momento eles já colocam um aviso na porta que nesse dia o restaurante está cheio.

Decoraçao
Decoração

Outro detalhe é que quase todos os lugares são na barra. E isso é uma das melhores partes da experiência, porque te deixa em contato direto com o pessoal do restaurante, que é de uma simpatia incrível, te recomenda pratos, te explica todos os ingredientes e no final são os grandes responsáveis por uma noite deliciosa.

Assim que sentamos nos serviram uma Saladinha da casa, bem simples e gostosa para abrir o apetite.

Saladinha de aperitivo
Saladinha de aperitivo

Nós aceitamos todas as recomendações do restaurante e um pouco mais. E recomendo fazer o mesmo, pois a carta muda com frequência e eles sempre vão te recomendar o melhor. O primeiro prato foi um Dumpling de setas (cogumelos) maravilhoso. Com isso já deu para ter ideia do que viria adiante.

Dumpling de setas
Dumpling de setas

Em seguida chegaram as Ostras, com um toque de abacaxi. Espetaculares!

Ostras
Ostras

Seguimos com o Black Bao, um pão chinês recheado com sépia acebolada. E o nível dos pratos só continuava subindo…

Black Bao
Black Bao

Pedimos três recomendações de Nigiri, que tinham que ser comidos na ordem que vou colocar aqui para não matar o sabor de nenhum. O primeiro foi o de Vieira, o meu preferido.

Nigiri de vieira
Nigiri de vieira

O segundo foi um de Arenque, o mais ‘normal’ dos três, mas que também estava delicioso.

Nigiri de arenque
Nigiri de arenque

O terceiro foi um de Gambas al ajillo (camarão cru com alho). Esse foi o preferido de Natália e Javi, que me acompanharam nesse descobrimento.

Nigiri Gambas al ajillo
Nigiri Gambas al ajillo

A comilança continuou com um dos melhores Steak tartar (o  mais bonito com certeza) que provei na vida, com destaque para a flor explosiva. Esse foi considerado por unanimidade um dos melhores pratos da noite.

Steak tartar
Steak tartar

Antes dos pratos principais chegarem vimos passar um outro tipo de Dumpling, e já que estávamos ali para comer decidimos provar: Dumpling de papada ibérica. Também delicioso, mas entre esse o de setas, fico com o de setas.

Dumpling de papada ibérica
Dumpling de papada ibérica

O primeiro prato principal foi um Bacalhau com chili que estava espetacular para as brasileiras e picante para o espanhol (meio fraquinho para picantes). Super recomendo!

Bacalhau com chili
Bacalhau com chili

Para terminar os principais, pedimos um dos pratos estrela da casa, considerado por muitos bloggers um dos melhores pratos da cidade:o famoso Tuétano (tutano). Terminamos o jantar sem palavras.

Tuétano
Tuétano

Só havia uma opção de sobremesa e mesmo assim bastante controversa. Uma mistura estranha que não agradou a todos. O sorvete era feito de um ingrediente tão incomum para uma sobremesa que o jogo era tentar adivinhar qual era. Não vou contar para não estragar a surpresa de quem for, mas só consegui acertar com pista… Natália por exemplo não gostou nada, eu, apesar de não ter amado, gostei da mistura final (o sorvete sozinho é muito estranho mesmo).

Sobremesa
Sobremesa

Como já comentei antes o jantar não teria sido tão divertido se não tivesse sido na barra. A proximidade do pessoal do restaurante, que vai explicando cada prato pouco a pouco, com muito bom humor é um dos pontos fortes do Nakeima.

E a boa notícia para quem nem pensa em ‘madrugar’ numa fila, é que eles estão com um projeto de ampliar o restaurante e montar um menu degustação com esquema de reserva. Com certeza será um super êxito e serei uma das primeiras a reservar.

  • Pontos Positivos: Comida, Pessoal, Relação qualidade-preço
  • Pontos Negativos: Não reserva e tem fila. Chegar cedo!!
  • Média de Preço por Pessoa: 30-35 euros (sem exageros)

Nakeima

Meléndez Valdés, 54 – Madrid

Facebook: Nakeima

Não tem site

2 thoughts on “Nakeima: mais que um restaurante, uma experiência de sabores asiáticos”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s