Visitando Palermo: o Jardim Botânico, a street food palermitana e um ‘restaurante-doutor’

Uma das melhores maneiras de fugir do mini-caos de Palermo, onde não se pode nem andar pelas calçadas é visitar o Orto Botanico. Além disso é um passeio ideal para quem viaja com criança, com muito espaço para correr e se sujar de terra.

O jardim pertence à Universidade de Palermo e é uma instituição cientifica do Departamento de Ciência Botânica (entrada 5€). Com uma extensão de 10 hectares, é o maior Jardim Botânico da Itália.

Orto Botanico di Palermo
Orto Botanico di Palermo

Esse jardim subtropical abriga imponentes Ficus Magnolioides, palmeiras enormes e flores de cores vibrantes, além de belas esculturas e edifícios neoclássicos.

Orto Botanico di Palermo
Orto Botanico di Palermo

É um lugar de silêncio, para desfrutar da natureza e da tranquilidade. A sensação é de ter saído da cidade.

Orto Botanico di Palermo
Orto Botanico di Palermo

A poucos passos do Orto está a histórica Antica Focacceria San Francesco, meca da street food palermitana. Essa focacceria foi inaugurada em 1834 e é famosa pelo seu Panino con milza, um sanduíche de baço que não gostamos nada (uma pena não ter foto…). É incrível que TODOS os palermitanos vão ali para comer isso!

Antica Focacceria San Francesco
Antica Focacceria San Francesco

Uma outra especialidade da casa é a Focaccia, que é um pouco diferente do que estamos acostumados a ver. Parece uma pizza coberta com outra parte de massa bem fininha.

Focaccia
Focaccia

Também provamos outros dois clássicos: o Pane e panelle (um sanduíche recheado com uma fritura de massa de grão de bico, estranhíssimo) e uma Arancina alla Norma deliciosa (mais detalhe aqui). A arancina para mim foi a única coisa que gostei de verdade, mas essa comida faz parte da tradição palermitana (e é super apreciada por eles) e acho que não custa provar. Um outro detalhe é que essas comidas não parecem, mas são enormes. Comer uma arancina é como comer um prato de risotto, então não se emocione e peça várias coisas de uma vez; uma é suficiente.

Arancina alla Norma e Pane e Panelle
Arancina alla Norma e Pane e Panelle

Se preferir comer em um restaurante mais elegante e exclusivo, pertinho dali está a Osteria dei Vespri. Nós não conseguimos ir porque deixamos para o último dia e estava cheio, por isso recomendo reservar. É um restaurante mais caro, mas que conta com um menu de almoço a 30€ por pessoa.

Cruzando a Vittorio Emanuele e seguindo pela Via Roma se chega à Piazza San Domenico, onde está a igreja de mesmo nome. Além da igreja, essa pode ser uma parada para compras na Rinascente, o equivalente ao Corte Inglés na España.

Piazza San Domenico
Piazza San Domenico

Em frente à Risnascente, do outro lado da praça, está a entrada de um dos mercados mais famosos da cidade: La Vucciria. 

La Vucciria
La Vucciria

É um mercado que começou vendendo carne, e com o tempo foi incorporando peixe, frutas e verduras. Hoje tem um pouco de tudo. Achei bastante mal cuidado e abandonado…

La Vucciria
La Vucciria

Ao final do mercado, outra vez na Vittorio Emanuele, comemos em um restaurante excelente e com uma história muito interessante. A Casa del Brodo é uma trattoria de 1890 que ficou conhecida na cidade pelo seu caldo com virtudes benéficas. Diz a lenda que durante o período da epidemia que atingiu a cidade durante os primeiros anos de 1.900, as pessoas que iam ali e tomavam esse caldo tinham imediatamente uma sensação de bem-estar. Assim, os palermitanos quando iam ao restaurante em busca de uma taça de caldo quente diziam que iam ‘ao doutor’.

Para começar, pedimos uma Maccheroncini alla Norma (mais uma vez!). Essa foi a melhor pasta alla norma que comemos em Palermo.

Pasta alla Norma
Pasta alla Norma

Seguimos com um Spaghetti con vongole DELICIOSO. Tão bons que durante esses dois primeiros pratos nem conversávamos.

Spaghetti al vongole
Spaghetti con vongole

Como não pedimos entrada, decidimos provar um prato super típico: Involtini di Pesce spada. Também muito bom.

Involtini di Pesce spada
Involtini di Pesce spada

Para terminar, uma Torta delizia di pistacchio. Maravilhosa!

Torta delizia di pistacchio
Torta delizia di pistacchio

Não provamos o caldo para saber se a história é verdade ou não. O que sabemos é que tudo que provamos estava delicioso! E para completar um atendimento excelente. Vale a pena conhecer.


Antica Focacceria San Francesco

Via Alessandro Partenostro, 58 – Palermo

Média de Preço por Pessoa: 5-10€

http://www.anticafocacceria.it/

Osteria dei Vespri

Piazza Croce dei Vespri, 6 – Palermo

Média de Preço por Pessoa: 30€ (almoço) 60-80€ (jantar)

Reservas: +39 091 617 1631

http://www.osteriadeivespri.it/

La Rinascente

Via Roma, 289 – Palermo

http://www.rinascente.it/

Casa del Brodo

Corso Vittorio Emanuele, 175 – Palermo

Média de Preço por Pessoa: 25-30€

http://www.casadelbrodo.it/

2 thoughts on “Visitando Palermo: o Jardim Botânico, a street food palermitana e um ‘restaurante-doutor’”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s