Enoturismo e Turismo de aventura: Europa não se resume a museus e igrejas

Quando comecei a viajar pela Europa escutei todos os tipos de barbaridades: que Europa era só para gente velha, que era só para visitar museu e igreja, que tinha que caminhar muito (?!), que as pessoas são antipáticas, enfim… um pouco de tudo.

Igreja em San Sebastián
Igreja em San Sebastián

Menos mal que preferi escutar as pessoas positivas, porque depois que estive a primeira vez não quis passar férias em outro lugar, até vir morar aqui.

Realmente tem muito museu e igreja, mas ninguém é obrigado a fazer esse tipo de turismo. As pessoas fazem porque já que estão aqui não vão deixar de ir nos museus mais famosos do mundo ou nas igrejas mais bonitas do mundo.

Mas a verdade é que existem outros tipos de turismo, não só na Espanha, como na Europa em geral, que dá para explorar. O Enoturismo por exemplo, muito famoso na França, na região de Bordeaux, também pode ser feito na Espanha. É claro que é diferente, talvez não tenha o mesmo glamour, por assim dizer, mas por outro lado é mais barato e mais animado.

Parreiras em La Rioja
Parreiras em La Rioja

Além disso, os vinhos espanhóis são excelentes e, em geral, são mais baratos. É uma pena que os espanhóis não saibam vender e esses vinhos não sejam tão conhecidos no Brasil, como os franceses, argentinos, chilenos, italianos e portugueses.

Degustação de uvas
Degustação de uvas

Em La Rioja há varias bodegas legais para visitar. Há uns dois anos estivemos na Viña Tondonia, uma das poucas bodegas 100% artesanais, localizada na cidade de Haro, onde estão várias outras. Por sorte, estivemos uma semana antes da vindima (a colheita das uvas), então as parreiras estavam carregadas e muito a contra gosto de Gonzalo pudemos provar umas uvas deliciosas.

Viña Tondonia
Viña Tondonia

Nessa região existem várias bodegas conhecidas (para os espanhóis pelo menos). Bem perto dali está a Marqués de Riscal, com seu hotel espetacular de mesmo nome. Para quem gosta desse tipo de turismo, se alojar ali, nem que seja por uma noite, é uma ótima opção (é caro, aviso).

Assim como na França, é uma viagem para fazer de carro e visitar vários lugares. Quando fomos, aproveitamos a viagem e subimos até San Sebastián, no País Vasco (hora e meia dali). É uma cidade linda, que sem dúvida vale a pena conhecer. E para melhorar, onde se come melhor no país. É a região que concentra a maior quantidade de restaurantes renomados (tem quatro restaurantes com três estrelas Michelin, enquanto Madrid só tem um), mas que se come muito bem (e muito) também em bares e tabernas.

Praia de San Sebastián
Praia de San Sebastián

Um lugar que para nós é obrigatório em San Sebastián é La cuchara de San Telmo, para comer o foie a la plancha. Normalmente também passamos em La Cepa para comer um bocadillo, embora não tenha comparação com o primeiro.

El peine de los vientos - San Sebastián
El peine de los vientos – San Sebastián

E por que não fazer turismo de aventura na Europa? Normalmente o turismo de aventura é associado a países mais verdes ou países que investem muito nesse tipo de turismo, como a Nova Zelândia. Mas a verdade é que aqui também existe, mas normalmente é mais aproveitado pelos locais que pelos turistas.

Paraquedas
Paraquedas

O meu primeiro presente de aniversário quando já estava morando aqui foi um salto de paraquedas, num pueblo a uma hora de Madrid. Foi uma experiência inesquecível e que repetiria sem dúvida nenhuma. Quem gosta de adrenalina de verdade, acho que poucas coisas superam um salto de paraquedas.

Embarque
Embarque
Embarque
Embarque

Obviamente não é o tipo de coisa dá para decidir no meio de uma viagem. Ninguém vai passar na porta de um centro de paraquedismo à toa, entrar e saltar. Mesmo porque esses centros não ficam dentro das cidades. Tem que ser reservado com algum tempo, pelo menos aqui e convém fazer alguma pesquisa sobre o centro. O centro que fui tem a vantagem que dá para chegar de trem, não é necessário alugar carro para isso.

Além de Madrid, conheço gente que também já saltou na Toscana e disse que foi sensacional por causa das paisagens, muito mais bonitas que a paisagem desértica de Madrid. De qualquer maneira, a adrenalina do salto é tão grande que a paisagem fica em segundo plano.

Pouso
Pouso
Pouso
Pouso

Aqui deixo o vídeo do meu salto. Vai que alguém se anima… Eu estava um pouco torrada porque tinha acabado de chegar de férias da Tailândia e do Vietnam.


Viña Tondonia – Bodegas López de Heredia

Avda de Vizcaya, 3 – Haro – España

http://www.lopezdeheredia.com

Hotel Marqués de Riscal

http://www.hotel-marquesderiscal.com

Bodega Marqués de Riscal

http://www.marquesderiscal.com

Calle Torrea, 1 – Elciego – España

La Cuchara de San Telmo

Calle del Treinta y Uno de Agosto, 28 – San Sebastián/Donostia – España

http://www.lacucharadesantelmo.com

La Cepa

Calle del Treinta y Uno de Agosto, 7 – San Sebastián/Donostia – España

http://www.barlacepa.com

Centro de Paracaidismo Skydive Lillo

Aeródromo Don Quijote, s/n – Lillo – Toledo – España

http://www.skydivelillo.com/

4 thoughts on “Enoturismo e Turismo de aventura: Europa não se resume a museus e igrejas”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s